7 Máximas sobre “Fazer Ciência”.

  • Ciência não é feita por quem a escreve, mas por quem a lê e por quem a cita.
  • Um artigo científico, para ser citado, não deve ser apenas uma colagem de resultados. Deve ser uma carta aberta, dirigida a um público específico.
  • Um cientista tem que zelar pela sua reputação – a reputação que os outros cientistas lhe endossam.
  • Uma condição necessária para fazer ciência passa pela honestidade intelectual. De nada nos valerá citar os autores do costume, nem de bajular o próximo, à espera que ele nos cite ou assine um artigo connosco.
  • Para que a ciência pule e avance, não devemos assinar artigos apenas a pensar na nossa lista de publicações. Devemos assinar artigos, sempre com o objectivo de preencher lacunas e resolver problemas deixados em aberto por outros cientistas.
  • O prestígio das instituições que representamos deve estar sempre à frente das nossas ambições pessoais. Nós passamos. As instituições ficam. É assim que está certo.
  • Ao fazermos revisão de trabalhos científicos de outros autores, devemos ser imparciais mas não neutros.

© Nelson Faustino

Anúncios

Um pensamento sobre “7 Máximas sobre “Fazer Ciência”.

  1. Pingback: Parabéns à Universidade de Coimbra! | Astrolábio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s