Velho Ano, Novo Ano.

O velho ano está quase a terminar. Não sendo um ano que considere repleto de realizações, foi um ano que serviu para preparar o que aí vem.

Tive a oportunidade rever velhos conhecidos. Tive também a oportunidade de conhecer novas pessoas e de desenhar futuras parcerias científicas. Mesmo em modo solitário — foi a minha opção pessoal — tive ainda a oportunidade de fazer novas amizades. Amizades essas que ajudaram a superar a distância que me separa de casa. Tive também a oportunidade de adotar novos hábitos como o de voltar a pedalar e de experimentar novos passatempos como o de assistir ao vivo a partidas de ténis.

Em síntese, foi um ano de reciclagem e de aprendizado, onde tive a oportunidade de enterrar vários machados de guerra. Ao fim de alguns anos, consegui encontrar alguma paz interior. Paz essa que me tem permitido enfrentar os desafios comuns do dia-a-dia com grande serenidade.

Amanhã virá o novo ano. Não sei exatamente o que este me reserva. Quero apenas, nos momentos que o antecedem, degustar as doze passas [de uva] a que tenho direito, e saborear uma taça de espumante bruto. Enfim, celebrar a vida, e confiar que o melhor ainda está para vir.

Um brinde ao Novo Ano!

Anúncios

Um pensamento sobre “Velho Ano, Novo Ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s